fbpx

Atribuição de Marketing – Leve a sua empresa a outro nível

O marketing é algo de muito complexo. Quem trabalha nesta área é constantemente confrontado com escolhas sobre que canais utilizar e que público alvo alcançar. É um desafio tão grande que é fácil perder-se nas diferentes plataformas e campanhas, dificultando o acompanhamento das estratégias e dificultando a compreensão do que está realmente a resultar ou não. A Atribuição de Marketing é como que a solução para este problema.

O que é a Atribuição de Marketing

Este não é mais do que o método de identificação de que pontos de contacto o cliente interagiu antes de se dar a conversão. Dentro da atribuição de marketing existem alguns aspectos chave que convêm conhecer:

  • Ponto de Contacto – Todas as interacções entre uma empresa e um potencial cliente. Poderá ser a abertura de um email de marketing, o clique numa promoção no Facebook, o clique num banner de um anúncio, etc.
  • Conversão – Todas as acções realizadas pelo visitante e que o conduzem através do funil seu de marketing. Por exemplo, a subscrição de uma newsletter até ao fechar de uma venda.
  • Crédito – Diz respeito ao valor que é atribuído a um determinado ponto de contacto em função da sua capacidade de gerar conversões.
Quais os benefícios do Marketing de Atribuição
  1. Optimização das despesas de marketing: ao fornecer informações cruciais sobre o que funciona melhor, permite-lhe alocar de forma adequada o seu orçamento para estratégias que geram mais leads ou vendas.
  2. Optimização da estratégia de segmentação: os dados fornecidos não só lhe permitem saber que campanhas têm maior conversão, como também que usuários são afectados por essas campanhas. Não só o ajuda na segmentação como a direcionar o seu conteúdo de forma mais adequada.
  3. Adaptação às necessidades do consumidor: rastrear as suas principais fontes de tráfego ajuda-o a ajustar a sua oferta às necessidades dos consumidores.
Modelos de Atribuição de Marketing

Regra geral, quando um consumidor pesquisa sobre algo para comprar na internet ele já tomou a decisão de que vai comprar. Procura apenas os preços mais baixos, as melhores condições de pagamento, questões de qualidade, etc.

Este processo é algo de demorado e quando no decorrer do mesmo o consumidor se depara com algo que não procurava mas do qual também sente necessidade a demora ainda é ainda maior. Ou seja, para além de ser caminho longo é também difícil de mensurar resultados. Muitas vezes o último ponto de contacto do cliente é tido como aquele que levou à conversão do cliente. No entanto, isto nem sempre é verdade. Pode ter sido o email que o cliente recebeu que o conduziu à conversão ou outro ponto qualquer no decorrer da sua jornada.

Por isso, se torna importante perceber o caminho percorrido pelo consumidor, desde o anúncio onde clicou até ao clique no botão de compra, medindo o quanto cada uma das estratégias utilizadas contribuiu para a conversão.

É aqui que entram os modelos de atribuição de marketing. São eles que determinam como o crédito pelas conversões deve ser dado aos diferentes pontos de contacto até à finalização da compra. A sua utilização é simples. É configurado um URL para ser divulgado em cada canal e posteriormente no Google Analytics é possível visualizar que canais obtiveram cliques. Ao cruzar estes dados com dados de conversão ( em quais cliques/canais houve compra) consegue perceber qual a participação de cada canal na conversão total.

Finalmente, falta-nos referir que existem diferentes modelos de atribuição sendo que, consequentemente, oferecem diferentes tipos de dados. Dependendo do seu objetivo assim deve fazer a sua escolha do modelo a utilizar para determinado contexto.

Como na vida nem tudo são rosas cada um deles apresenta as suas vantagens e desvantagens, mas falaremos sobre esse tópico num próximo artigo 😉

Recomendar
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIN
Partilhar
Deixar um comentário