fbpx

Como alcançar e interagir com a geração millenials

As redes sociais são uma das melhores formas para alcançar a geração millenials.

Esta nova geração utiliza as plataformas sociais para suprir todas as suas necessidades diárias. Sendo assim é particularmente importante para as empresas incluírem este grupo nas suas estratégias de marketing. Até porque prevê-se que este seja o maior grupo-alvo no futuro.

Faixa Etária dos Millenials

O Pew Research Center define como fazendo parte da geração Millenials qualquer pessoa nascida entre 1981 e 1996, ou seja, com idade compreendida entre os 24 e os 39 anos.

Para além deste grupo representar um grande público-alvo, também demonstram ter um grande poder de compra. Consequentemente isto faz deles uma óptima oportunidade investimento para as marcas.

Melhores redes sociais para alcançar e interagir com os Millenials

Mais de 4,5 bilhões de pessoas utilizam a internet desde o início deste ano. Desses, 3,8 bilhões são activos nas redes sociais. O Facebook e o Instagram são as redes sociais mais utilizadas pela faixa etária entre os 25 e os 34 anos. Quer isto dizer que estamos a falar do grupo dos millenials.

Só o Instagram tem mais de 100 milhões de fotos e vídeos publicados diariamente, muitos dos quais por millenials. Torna-se, então imprescindível as marcas garantirem o seu lugar para alcançar e interagir com esta geração. No entanto, é essencial que saibam quais as melhores técnicas a utilizar de forma a fazerem-no o mais correta e eficientemente possível.

Dicas para alcançar e interagir com os Millenals nas redes sociais

1- Baseie-se nas suas preocupações

A Linkfluence analisou as conversas nas redes sociais e apresenta 7 valores chave para a geração millenials.

Marcas que apoiem ou onde seja possível rever estes valores conseguem alcançar e interagir mais facilmente com a geração millenials. Isto sobretudo no que diz respeito às redes sociais.

2- Recolha de informações demográficas e comportamentais

A diversidade de oferta e a concorrência agressiva tornam imprescindível criar publicações originais e que vão de encontro ao que o público alvo procura e necessita.

Este tipo de informação pode e deve ser recolhido através dos dados sobre os seguidores e publicações nas redes sociais. São dados complexos de serem analisados, por conseguinte, convém recorrer a uma ferramenta de monitorização de redes sociais.

Estas ferramentas, por sua vez, ajudam a reunir informações como menções, conversas, comentários negativos, críticas, etc. Ou seja, são úteis para reunir informações sobre os interesses, padrões comportamentais, opiniões e experiências anteriores de compra dos millenials.

Com todos estes dados na sua pose as marcas conseguem identificar mais fcailmente o segmento que se adequa à sua marca.

Pode por exemplo fazer a segmentação por padrões comportamentais. A maioria dos millenials gosta de aventuras no seu dia-a-dia. Ou seja, de experiências novas. Uma campanha de marketing bem desenvolvida pode proporcionar estas novas experiências sem que seja necessário algo de grandioso. Basta que sejam acessíveis à maioria do público alvo.

A segmentação por localização também é importante e não deve ser esquecida. Só por pertencerem à mesma faixa etária não significa obrigatoriamente que um grupo de millenials em Portugal vai aderir da mesma forma a uma campanha lançada nos EUA.

3- Pro actividade

Desde alguns anos para cá que as redes sociais se têm vindo a destacar como o futuro do atendimento ao cliente. Por isso, se torna tão importante ser pró activo nas redes sociais (comentar, perguntar reclamar)

É sabido que esta nova geração não tem tempo a perder, por isso, uma mensagem enviada com mais de 60m já  não é bem recebida. O que se quer é resposta na hora, por assim dizer. A tendência a reclamar e enviar pedidos de ajuda, através das redes sociais, exige que as empresas não se foquem em apenas um das plataformas da empresa, mas em todas de forma a disponibilizar o melhor atendimento ao cliente possível.

Mais uma vez, aqui também pode recorrer a determinadas ferramentas para o ajudarem a gerir o suporte ao cliente nas redes sociais da sua empresa. Por exemplo, a integração do Facebook Messenger no website da sua empresa ajuda a comunicação em tempo real.

Adicionalmente ao suporte aos clientes as marcas devem ser pro activas na procura de formas de incentivar o relacionamento e a conversa nas suas plataformas sociais. Uma conversa positiva pode ajudar a mostrar a sua marca de forma positiva até mesmo perante uma conversa negativa.

As transmissões ao vivo são das melhores técnicas pro activas nas redes sociais. Contudo, não são adequadas a todas as marcas, por isso devem ser utilizadas com peso e medida.

4- Utilizar conteúdo gerado pelos usuários

Conteúdos gerados por usuários são uma óptima forma de envolver o público e fornecer provas sociais. Isto pode ser feito através de um simples compartilhamento de publicações, depoimentos, adição de stories às suas ou compartilhamento de vídeos de seguidores.

Estes conteúdos para além de gratuitos, não esquecendo que deverá sempre pedir autorização para a sua utilização ajudam as marcas a ganhar a confiança dos clientes. São mais facilmente compartilhados e “tagueados” nas redes sociais.

5- Ofereçer conveniência

Um ecommerce com um mau design torna a experiência de navegação ruim e faz com que os visitantes abandonem o carrinho de compras antes de finalizarem a mesma.

Está demonstrado que marcas que utilizam aplicativos de mensagens instantâneas para promover produtos, como o Facebook Messenger, tem um nível de conversão maior.

Actualmente as redes sociais dispõe de recursos que permitem a integração com plataformas como o Marketplace, BigCommerce, Shopify, Channel Advisor, etc. Estas permitem às marcas vender os seus produtos/serviços sem que os clientes tenham de deixar as mesmas e finalizar a compra no próprio website da empresa.

Esta facilidade que permite a compra na própria rede social, é uma grande vantagem para os millenials, que tal como já referimos são uma geração sem tempo a perder.

6- Utilize influenciadores

Os influenciadores são uma forma eficaz de envolver o seu público alvo, sem contar com o fato de que cada um deles vir já com  a sua própria base de fãs agregada.

Quando as suas publicações passam a ser feitas ou compartilhadas por influenciadores o alcance e interacção das mesmas aumenta. Eles também incentivam os seguidores a falarem sobre a sua empresa e você pode entrar na conversa demonstrando a personalizada da sua marca.

No entanto é necessário que tenha em consideração que tipo de influenciador se adequa melhor à sua marca, caso contrário o efeito será exactamente o inverso. Um estudo demonstra que 58% dos millenials reagem de forma positiva a anúncios quando estes estão relacionados com as suas “estrelas digitais” favoritas.

Gostou das nossas dicas? Esperamos que sim e que as consiga utilizar na sua estratégia de marketing das redes sociais de forma a conseguir alcançar e interagir com a geração millenials.

Não se esqueça de que este é grupo é uma das tendências para o futuro por isso não convêm deixar de parte.

 

 

Fonte: Smart Insights

Recomendar
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIN
Partilhar
Deixar um comentário