Blog

Como construir comunidades de marca em 5 passos

Tal como referimos no blog anterior, as comunidades de marca reunem pessoas com interesses comuns e que estão dispostas a interagir com outras cujos interesses são os mesmos. Mesmo quando um cliente compra um produto ou serviço à sua empresa e mesmo que tenha ficado satisfeito, existe uma probabilidade de 60% a 80% de ele não voltar a fazer negócio consigo. Por isso se torna importante criar uma ligação, um sentimento de pertença com a marca. Não basta ter uma imagem positiva perante os seus clientes, é necessário que desenvolva também uma imagem permanente nas suas mentes para assim criar um sentimento de lealdade que vai para além da satisfação do cliente.

Cada vez mais o cliente pode escolher com que marcas se quer relacionar. Nas redes sociais ele pode ignorar aquelas com as quais não se identifica e bloquear anúncios que não quer ver. Construir uma audiência torna-se, assim, mais importante para o seu negócio do que as vendas directas propriamente ditas. Ao construir uma comunidades de fãs e seguidores irá melhorar drasticamente a sua capacidade de converter seguidores em clientes ao longo do tempo, isto porque vender a quem o segue é muio mais fácil do que vender a um estranho que acaba de ver um seu anúncio, etc.

A questão é como construir uma comunidade da qual os clientes queiram fazer parte? Abaixo deixa-mos algumas dicas a ter em consideração.

Crie um grupo no facebook

Criar um grupo no facebook é diferente de ter uma página da empresa. Com 2,13 milhões de utilizadores mensais activos, esta rede social é uma escolha acertada para quem quer expandir o seu alcance. Um grupo exige que os membros participem de um fórum interactivo por isso nada melhor do que lançar uma discussão para perceber o que procuram e que problemas ou dificuldades querem ver resolvidas. Ao mesmo tempo vai dando conselhos valiosos que vão fazer com que os membros sintam que fazem parte de algo exclusivo onde podem reunir informações. Quando os objectivos e interesses dos membros são semelhantes, maior é a interacção entre eles e consequentemente mais pessoas irão participar das discussões e compartilhar opiniões.

Não deverá utilizar o grupo para divulgar os seus produtos/serviços, mas sim com o objectivo de sugerir novas utilizações para os mesmos e para recolher feedback dos clientes sobre a sua marca.

Envie newsletters

Oferecer conteúdo divertido e útil mensalmente é uma forma de fazer com que os membros da sua comunidade se sintam especiais pois estão a receber conteúdo exclusivo.

Construa autoridade online

Construir autoridade online implica que a sua empresa seja vista como uma autoridade no seu sector. Ao partilhar conteúdo interessante através de um blog ou de seu canal no YouTube estará a construir a autoridada da sua empresa. Não se trata apenas de ter seguidores ou fãs, trata-se de terem confiança em si. Ao disponibilizar conhecimentos que ajudam aos seus clientes a resolverem problemas que possam ter ou que os ensina a fazer algo, estará a ganhar a sua confiança e inevitavelmente irão querer ouvir tudo aquilo que têm para dizer.

Contactos cara a cara

Dar aos clientes uma oportunidade de o conhecer na realidade é uma forma de ganhar a sua confinça. Participar em conferências, workshops ou grupos de encontro são optimas opções para interagir “face to face”.

Crie um programa de embaixadores

As pessoas geralmente confiam nas recomendações de colegas, amigos e familiares. Algumas estatísticas apontam para que 92% dos consumidores online confiem nas recomendações dos seus círculos sociais.

Um embaixador da marca é um cliente que compartilha, de forma proactiva, sobre a sua marca nas redes sociais, email, em conversas cara a cara, sem receber qualquer incentivo a não ser o “amor que nutre pela marca”.

Para além de aumentar a visibilidade da sua marca, pois vai partilhar o seu nome nas suas redes sociais, etc, um embaixador de marca ajuda a mostrar a qualidade dos seus produtos/serviços.

Estas são apenas algumas dicas que deverá ter em consideração, após analisar as que se adequam mais ao seu tipo de negócio. Não se esqueça nunca que não deve “bombardear” os seus seguidores que excesso de informação.

AnitaComo construir comunidades de marca em 5 passos

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *