Blog

Como saber que tipo de site é o ideal para a minha empresa

Há muito que os sites deixaram de se resumir a um tipo padronizado, estático, composto por blocos de texto e imagens. Hoje em dia a oferta é mais do que muita, tanto que por vezes não é fácil identificar a melhor solução para a sua empresa. A escolha pode ser arriscada e em vez de resultar no “boost” que sua empresa procurava, acabar por ser um mau investimento.

Um bom site deve acompanhar as mudanças de comportamento dos utilizadores e da sua empresa. É importante que corresponda aos objectivos da mesma e que disponha de todos os recursos de que precisa para atender da melhor maneira possível os seus clientes, oferecendo-lhes uma experiência intuitiva e agradável, fácil de utilizar. Através da ajuda de especialistas no desenvolvimento de sites é possível saber qual a melhor opção para cada tipo de negócio de forma a ter algo feito à medida daquilo que procura e precisa.

Principais tipos de sites

Site institucional

O mais utilizado pela maioria das empresas, este tipo de site, permite-lhe divulgar a sua empresa/marca de forma clara, objectiva e profissional. É o equivalente ao cartão de identificação de uma empresa no mundo online. Permite-lhe disponibilizar informações sobre a sua marca, serviços, produtos, preços e contactos.

Permite trabalhar algumas estratégias de marketing, nomeadamente redes sociais, marketing de conteúdo e links patrocinados.

Site dinâmico

O nome diz tudo. São sites que permitem fazer alterações de forma fácil e constante, mantendo o mesmo sempre actualizado. Para além dos conteúdos institucionais existe também a possibilidade de ter um blog, que constituí uma optima oportunidade de fortalecer a relação da empresa/marca com os clientes, bem como de atrair e nutrir leads.

Sendo de fácil actualização e adaptação costumam estar integrados às redes sociais, possibilitando desta forma a troca de conteúdo entre os media que a marca apresenta. Se tem uma página no Facebook ou no Pinterest pode muito bem publicar no seu site os vídeos, imagens, etc que disponibiliza nessas redes sociais.

Landing page

Tal como o nome indica, este tipo de site, utiliza as páginas criadas com o objectivo de atrair clientes e produzir conversões para a sua empresa/marca. Por conversões entende-se, por exemplo, o preenchimento de um formulário de forma a obter um e-book ou assistir a um vídeo. Ao preencher o formulário o cliente disponibiliza dados como o seu e-mail, nome, telefone, etc, que depois serão utilizados para construir uma base de dados que serão úteis para se relacionar com os clientes e realizar possíveis negócios.

Uma vez que procuram captar a atenção dos clientes, são normalmente sites que possuem elementos estratégicos e atraentes.

Loja virtual

Também conhecidos como sites de comércio electrónico ou e-commerce, têm por base a venda de bens e serviços através da internet. São uma óptima opção mesmo para quem já dispõe de uma loja física mas deseja expandir o seu negócio. Existem 2 modelos de negócios que podem ser aplicados a este tipo de sites: B2B Business to Business, que consiste em vendas entre empresas (indústria, revendedores, distribuidores, etc) e o B2C Business to Consumer, em que a empresa vende directamente ao consumidor.

As vantagens das lojas virtuais são inúmeras e evidentes: mais produtos e melhores preços a qualquer hora e em qualquer lugar do mundo. Mas não se resumem a estas, há ainda que ter em conta: a redução do custo operacional; a facilidade de acesso; a comodidade para o cliente escolher e receber os seus produtos em casa; o atendimento especializado por meio electrónico; uma maior variedade de produtos e menos tempo gasto na realização da compra.

Micro site

Também conhecido como hot site é um excelente recurso para a realização de campanhas temporárias. Imagine que pretende fazer o lançamento de um novo produto, a divulgação de um evento, vender um curso, etc, os micro sites são a opção certa, pois tratam-se de uma página que possui um determinado tempo para estar visível.

Podem igualmente ser utilizados como estratégia de marketing para aumentar o tráfego para um site principal.

Blog

Podem estar integrados num site dinâmico ou podem ser o próprio site em si. Regra geral, os blogs são pensados para comunicar com leitores fiéis que procuram constantemente novidades. Nesse sentido são boas ferramentas de divulgação e marketing, uma alternativa ao anúncio directo, conseguindo convencer os clientes de forma muito subtil. Ou seja, dão um bom incremento ao número de leads, promovem produtos/serviços e fazem a interface com o site da empresa ou até mesmo com outros meios de comunicação, como por exemplo as redes sociais.

Muitas empresas utilizam os chamados blogs corporativos para manter o relacionamento com os seus clientes de uma forma informal e criar assim um vínculo com os mesmos, disponibilizando conteúdos relevantes.

Portal

São como que agregadores de diversos conteúdos. Por norma, são focados no interesse do público e com o objectivo de estreitar relacionamentos entre quem produz os conteúdos e os consumidores. Como por exemplo, fóruns de discussão, pesquisa online e chats.

Como pode imaginar esta interacção entre pessoas é muito importante para as empresas, pois permite não só conhecer melhor os problemas dos clientes como também encontrar soluções mais eficientes para resolver os mesmos.

Num portal pode ainda incluir vários serviços que disponibiliza aos clientes, por exemplo, notícias, jogos, informações sobre meteorologia, etc.

Sites prontos

Geralmente as plataformas de sites prontos oferecem templates gratuitos, no entanto, nestas versões grátis, poderá não ser possível personalizar o site em termos de cores, tamanhos e fontes, pelo que corre sempre o risco de encontrar uma infinidade de empresas com o mesmo modelo.

Sim sai mais barato e até são relativamente fáceis e rápidos de fazer, mas se não consegue adaptar as cores ao seu logo, ajustá-lo de maneira a ter a mesma identidade da sua empresa, será o mesmo que ir a uma festa e encontrar 5 ou mais pessoas com a roupa igual à sua.

No que diz respeito ao registo do domínio tem de ter em conta também de que alguns destes sites oferecem apenas subdomínios dependentes do domínio principal (ex. www.omeusite.sitedaplataforma.pt) e apenas mediante um preço adicional poderá ter um domínio próprio (ex. www.omeusite.pt). Poderá igualmente, correr o risco de cada vez que um cliente aceder ao seu site ser bombardeado por publicidade.

Site de anúncios

Não é mais do que um portal de publicidade online. Neles pode anunciar produtos e serviços e incentivar a sua compra. Existem na versão gratuita ou paga, caso queira algum tipo de destaque para o seu anúncio de forma a que seja mais visível para os clientes. O OLX e o Mercado Livre são bons exemplos deste tipo de sites.

Site de notícias

Utilizados de forma a concentrar e distribuir conteúdo, podem abordar vários temas ou um tema em específico. Muitas vezes encontram-se associados a classificados (venda de anúncios em forma de artigos), banners e partilha nas redes sociais de forma a rentabilizarem.

Site responsivos

Ter um site que permite uma boa experiência aos usuários quer estejam a aceder através do seu Pc, tablet ou smartphone, é um aspecto muito importante nos dias de hoje.

Um site responsivo é um must have.

Depois de avaliar os diferentes tipos de site existentes no mercado e tendo em conta os objectivos da sua empresa poderá mais facilmente escolher o que melhor se adequa às suas necessidades.

Independentemente da escolha que faça não esqueça alguns aspectos importantes que qualquer site deverá ter:

Caso tenha ficado com dúvidas, queira pedir um orçamento ou simplesmente queira ver a sua empresa crescer, fale connosco.

AnitaComo saber que tipo de site é o ideal para a minha empresa

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *