fbpx

Como tornar o seu Site acessível para todos

Ser acessível é ser fácil para todos e como tal o seu site também deverá ter este aspecto em conta. A internet não é um espaço físico e por isso temos de ter os cuidados necessários para que todos o possam aceder independentemente das suas deficiências ou incapacidades.

Já nos aconteceu a todos visitar um site em que as letras são tão pequenas que mal conseguimos ler o que está escrito, ou em que as páginas são tão confusas que não conseguimos entender que acções deveremos tomar. A acessibilidade do site tem a ver com todos estes aspectos. Ao desenvolver um site deverá ter em conta todos os visitantes que podem aceder e isto inclui visitantes cegos, com fraca visão ou parcial; surdos ou deficientes auditivos; usuários com dislexia que tem dificuldade em entender textos longos; usuários com deficiências cognitivas ou tecnológicas e deficiências físicas.

Quando falamos que um site deverá ser acessível estamos a falar para todos nós e não apenas para as pessoas com deficiências. Um site que seja acessível a todos vê o seu SEO melhorado, terá maior alcance e menores custos de manutenção. Imagine que está num local muito barulhento e quer ver um vídeo mas esqueceu-se dos phones, se o vídeo tiver legendas poderá fazê-lo sem nenhuma dificuldade. Da mesma maneira que temos dificuldade em ver com clareza a imagem do nosso tablet quando está sobre a luz solar, uma pessoa com uma deficiência visual também terá, e melhorar as opções de contraste ajuda a resolver este problema. Ao desenvolver um site deve-se ter em consideração não só o seu design a versão desktop ou.<,.- versão para dispositivos móveis, como também a usabilidade, o SEO, a experiência do usuário e a acessibilidade.

A questão da acessibilidade dos sites não é opcional. A própria Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência define o acesso às tecnologias de informação e comunicação, que inclui a Internet, como um direito humano básico. De acordo com W3C (Web Accessibility Initiative) as diretrizes de acessibilidade baseiam-se em quatro pilares:

  • Percebível , que significa que os usuários podem perceber sites com seus sentidos (principalmente visão e audição);
  • Operável por mouse, teclado e dispositivo auxiliar;
  • Compreensível sem confusão;
  • Robusto, de modo a ser acessível por uma gama de tecnologias novas e antigas.

Algumas das alterações necessárias num site para que este se torne acessível são relativamente fáceis de implementar, bastando por exemplo alterar a cor de fundo das suas páginas para branco ou colocar legendas nos vídeos. Abaixo apresentamos alguns dos aspectos que deverão ser tidos em conta:

ACESSIBILIDADE PARA USUÁRIOS COM DEFICIÊNCIAS VISUAIS

A internet é visual e por isso este aspecto é tão importante e não deve ser descurado. Pense nas pessoas com cegueira total ou parcial, em quem sofre de epilepsia ou daltonismo.

COMO TORNAR O SEU SITE ACESSÍVEL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS VISUAIS

  • O conteúdo deve ser fácil de entender, mesmo quando lido em voz alta por uma ferramenta de leitura de ecrã;
  • Os títulos das páginas devem descrevê-las claramente e devem ser único, i.e.,  não serem iguais aos de outras páginas;
  • Cada imagem deverá ter um texto de imagem alt;
  • Não coloque textos, botões ou imagens que pisquem.
  • Os textos devem ser escrito sobre um fundo com uma cor que permite uma alta taxa de contraste;
  • Acrescente botões e listas suspensas que mostram qual a opção que actualmente está a ser seleccionada; e

ACESSIBILIDADE PARA USUÁRIOS COM DEFICIÊNCIAS AUDITIVAS

Pessoas com surdez profunda ou com dificuldades de audição utilizam a linguagem gestual para comunicar e a leitura dos textos por vezes torna-se difícil.

COMO TORNAR O SEU SITE ACESSÍVEL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS AUDITIVA

  • Utilize imagens explicativas acompanhar instruções de audio ou escritas;
  • Utilize instruções e comentários em língua gestual;
  • Os vídeos deverão ter a possibilidade de ocultar as legendas caso necessário;
  • Todos os materiais audio devem ter uma transcrição escrita; e
  • Não coloque alarmes ou avisos exclusivamente em audio;
  • Tudo deverá ser operável através do teclado ou rato, nada exclusivo para comando de voz.

ACESSIBILIDADE PARA USUÁRIOS COM DEFICIÊNCIAS FÍSICAS

O primeiro aspecto a considerar é que neste caso é mais fácil a utilização do teclado do que propriamente do rato, seja qual for o tipo de deficiência ou grau.

COMO TORNAR O SEU SITE ACESSÍVEL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS FÍSICA

  • Crie botões maiores;
  • O conteúdo deverá estar organizado de maneira lógica;
  • Não deve existir um “tempo limite” para término das tarefas;
  • O site deve responder a comandos sem toque (controle de voz, de pé, de boca ou rastreadores de movimento de olhos); e
  • Coloque opções fáceis para corrigir erros.

ACESSIBILIDADE PARA USUÁRIOS COM BAIXA CAPACIDADE COGNITIVA

Aqui não falamos necessariamente de baixa inteligência, mas sim de dificuldade que estão muitas vezes ligadas às deficiências visuais e auditivas.

COMO TORNAR O SEU SITE ACESSÍVEL PARA PESSOAS COM BAIXA CAPACIDADE COGNITIVA

  • Utilize linguagem simples e directa;
  • Inclua instruções explicativas e imagens;
  • Evite textos densos e blocos longos; e
  • Disponibilize um menu hierárquico e uma função de pesquisa.

Tendo em conta todos estes aspectos caso queira fazer uma avaliação da acessibilidade do seu site poderá fazê-lo de forma gratuita através do download de algumas ferramentas que se encontram disponíveis na net. Não se esqueça do fundamental, um site acessível demora mais tempo a ser desenvolvido e estruturado, no entanto dar-lhe-á muitas mais recompensas.

O poder da Web está em sua universalidade. O acesso de todos, independentemente da deficiência, é um aspecto essencial .
Tim Berners-Lee
Inventor da World Wide Web
Recomendar
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIN
Partilhar
Deixar um comentário