fbpx

Como utilizar o Google Analytics para ver onde está a falhar

De certeza que já lhe aconteceu ter visitantes no website que estão a fazer compras e de um momento para o outro desistem. As razões para tal são inúmeras. Pode ser devido a terem sido obrigados a parar porque tinham outras coisas a fazer ou até por provavelmente estarem só a comparar preços entre websites. Por essa razão é importante saber como utilizar o Google Analytics.

Dispor de um formulário onde os visitantes deixam algumas informações permite-lhe, quando abandonam a compra, estabelecer novamente contacto com eles. E além disso ajudá-los na tomada de decisão para efectivar a compra ou em alternativa para terminarem de preencher o respectivo formulário.

Quantificar esta informação, do que está a correr mal, quantos carrinhos estão a ser abandonados e em que fase isso acontece, é por conseguinte muito importante para o seu negócio e o Google Analytics pode ajudá-lo.

Já todos sabemos que o Google Analytics é uma poderosa ferramenta. Que fornece uma quantidade imensa de informação, tal como de onde vêem as visitas ao site, quanto tempo passaram no site, número de páginas visitadas, bounce rate, etc.

No entanto, apesar de muito conhecido e utilizado, a verdade é que algumas funcionalidades desta ferramentas passam despercebidas. Saiba então como utilizar o Google Analytics.

Uma dessas funcionalidades são os Goals (ou metas) e dizem respeito ao que temos estado a falar.

O que são os Goals?

Todos os websites têm um objectivo, seja, por exemplo, efectuar vendas no caso dos e-commerce, obter seguidores e comentários no caso de blogs, recolher emails no caso de sites promocionais, etc. A forma de verificar se estes objectivos estão ou não a ser cumpridos é através dos Goals.

Para perceber onde está a falhar na sua taxa de conversão pode utilizar o Google Analytics e consequentemente fazer uma análise de caminho de meta reversa através dos Goals.

Vamos explicar melhor.

Tal como o nome indica a análise de caminho de meta reversa implica começar do fim.

Imagine que tem um cliente a comprar no seu website. A última página que ele irá ver é a página a agradecer o facto de ter comprado consigo. É exactamente a partir dessa página de agradecimento, para as anteriores, que irá fazer a sua análise.

Eis dois exemplos para uma situação de compra e uma situação de conclusão de um formulário.

Caminho de meta reverso - Compra 
Página Inicial:Página de agradecimento
Meta etapa anterior 1:Página de detalhes do cartão
Meta etapa anterior 2:Página de compra
Meta anterior Etapa anterior 3:Carrinho
Caminho de meta reverso - Formulário 
Página Inicial:Página de agradecimento
Meta etapa anterior 1:Página de detalhes de interesse do cliente
Meta etapa anterior 2:Página de detalhes da empresa
Meta anterior Etapa anterior 3:Página inicial de captura
Como configurar Goals (Objectivos)

Na página do Google Analytics aceda á sua área de administrador e escolha o perfil no qual deseja configurar os goals.

Clique no botão + novo objectivo. Na configuração do objectivo escolha entre os modelos que lhe são apresentados, exemplo, receita, aquisição, pedido ou relação.

Após seleccionar o modelo que pretende terá de descrever o seu objectivo: nome (exemplo: solicitar cotação), Id de posição do objectivo (exemplo: conjunto de objectivos 1) e tipo (exemplo: destino). Para escolher o tipo de objectivo tenha em consideração:

  • Destino: quando o objectivo é o visitante chegar a uma determinada página do site (contacto enviado, compra concluída, registo efectuado com sucesso);
  • Duração: quando o objectivo é ter o visitante a navegar no website por determinado período de tempo. Se tiver um website de motor de pesquisa certamente não lhe interessa que os visitantes fiquem tanto tempo como caso tenha um website de publicação de vídeos, onde o seu interesse é que os visitantes vejam os vídeos até ao fim;
  • Páginas/ecrã por sessão: quando quer medir a conversão de páginas visitadas durante a visita. Se tem um website ou portal de notícias esta é uma boa escolha para analisar: e
  • Eventos: quando quer medir a conversão da acção de um visitante que vá para além da visualização de uma página (exemplo, fazer download, clicar num botão ou num link, etc).
Destino

Acesso a uma página específica

Após preencher todos os campos clique em continuar.

Caso tenha optado pelo tipo destino irá aparecer uma página semelhante à da imagem. Aqui terá de escolher o URL da página de destino e consequentemente o tipo de correspondência que pretende (exemplo: é igual a). Tem à sua disposição 3 tipos de correspondência:

  1. é igual a – a URL de variação terá de ser exactamente igual à indicada de forma a ser considerada válida
  2. começa com – são considerados URL’s que comecem com a informação indicada (mensagem-de-agradecimento, mensagem-de-agradecimento-formulário, mensagem-de-agradecimento-seo)
  3. expressão regular – permite o uso de expressões regulares sendo esta o tipo de combinação mais poderoso.

Tem adicionalmente a opção de seleccionar um valor à conversão e o funil de conversão que lhe permite avaliar quantos visitantes navegam no website passando por determinada sequência de páginas.

Uma vez que estas páginas são seleccionadas por si, de acordo com os passos que os visitantes necessitam de cumprir de forma a que se dê uma conversão no website, fica com uma ideia geral de quantas pessoas efectivamente preencheram e enviaram por exemplo um formulário.

Com base nesta informação poderá fazer as alterações que julgue necessárias de forma a que mais pessoas o utilizem.

Duração

Tempo que o visitante fica no site

Esta configuração não tem muito que se lhe diga, basta seleccionar o tempo mínimo a considerar, estando disponíveis as opções de horas, minutos e segundos.

Páginas/ecrã por sessão

Quantidade de páginas visitadas

Tem apenas de selecionar um número mínimo de páginas e assim que este número é ultrapassado pelo visitante o Google Analytics regista uma conversão.

Eventos

Acções para além das visualizações

Tal como as anteriores esta também é uma configuração similarmente intuitiva e permite-lhe activar no seu website o chamado Event tracking que monitoriza todas as acções dos visitantes que não sejam meras visualizações de páginas. Por exemplo, o download ou impressão de um ficheiro, play de um vídeo ou audio, clique em links externos, etc.

Com os objectivos criados e configurados resta-lhe recolher as informações, sendo que poderá optar por uma análise isolada de cada um deles ou geral de todas os objectivos (Overview).

O Google Analytics é acima de tudo uma ferramenta crucial para medir a performance do seu website. Aproveite para acompanhar as taxas de conversão do seu website, verificar se existem páginas que fazendo parte do caminho que leva a essa conversão estão a dar problemas ou como poderá melhorá-las em termos de usabilidade e navegação.

Fonte: https://www.pure360.com/how-to-see-where-things-are-failing-with-google-analytics/

Recomendar
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIN
Partilhar
There is 1 comment on this post
  1. Julho 23, 2019, 9:04 pm

    […] Como utilizar o Google Analytics para ver onde está a falhar Julho 6, 2019 […]

Deixar um comentário