fbpx

Conversão e Engagement – 7 Estratégias de vídeo a utilizar

Sendo o engagement e a conversão os principais objectivos da sua presença social convêm que estes sejam o foco das suas publicações. No entanto, não pode esquecer que, algumas, pessoas são extremamente ocupadas e não conseguem ler ou ver tudo aquilo que é publicado. Por conseguinte fazem uma seleção das publicações que mais lhes despertam a atenção.

Os conteúdos em vídeo trazem-lhe mais engagement, interacções, visitas, compras e tempo dispendido pelos visitantes nas suas páginas. Ou seja, este tipo de conteúdos pode destacá-lo da sua concorrência.

Se souber como optimizar os seus vídeos pode obter melhores resultados, consequentemente, para o ajudar nesta tarefa vamos dar-lhe algumas dicas para aumentar a conversão e o engagement dos seus visitantes e tornar mais eficiente o seu marketing de conteúdo.

1- Educar, entreter e informar antes de vender

Imagine que consegue captar a atenção do cliente no momento em que este procura uma determinada informação, através de um vídeo claramente envolvente e informativo. Este fenômeno, a que o Google designou de Momento Zero da Verdade (ZMOT), consiste nisso mesmo.  O ZMOT, são as interacções que ocorrem entre clientes e marcas mesmo antes do cliente conhecer a marca ou comprar um produto da mesma.

É importante que se lembre que está a criar e partilhar vídeos com conteúdo valioso de forma a atrair e converter potenciais clientes em compradores e por conseguinte em consumidores fiéis.

 

Ideias Chave:

  • os clientes não querem apenas vídeos de publicidade, eles querem informações valiosas;
  • as pessoas procuram conteúdos envolvente e por isso é importante que o Google recompense estes conteúdos de forms a que mais pessoas possam encontrar os mesmos
  • os clientes recompensam os vídeos com conteúdo relevante partilhando nas redes sociais, no “passa palavra”

Com estas ideias chave em mente, ao invés de criara vídeos focados em vender produtos, publique vídeos que ajudem os potenciais clientes a melhorarem o seu dia-a-dia. Este tipo de conteúdo permite que os seus visitantes encontrem conteúdo educacional que se adeque às suas necessidades. A par da parte educacional coloque botões de Call to Action (CTA) para que os visitantes sejam direcionados para os produtos que os podem ajudar a alcançar os seus objectivos finais.

Ex: Auntie Anne´s Franchising Pretzel 

2- Contexto e conteúdo: Vídeos curtos vs longos

O usuário normal da web, gasta cerca de 21h/mês a ver mais de 200 conteúdos em vídeo.

Embora a web suporte tanto os vídeos curtos como os longos, são os primeiros que obtêm mais partilhas.

Vídeos curtos, com o intuito de inspirar, provocar ou exercitar devem fazer parte da sua estratégia.

Ao criar vídeos é importante contextualizá-los. Os vídeo clips funcionam melhor quando enquadrados numa estrutura de referência na página.

Ideias Chave:

  • integre o vídeo num artigo sobre o mesmo tópico
  • coloque o vídeo em páginas que incluem conteúdo descritivo
  • permita comentários e avaliações de forma a que os próprios visitantes possam contextualizar os vídeos
  • publique o vídeo e um curto texto no seu blog
  • coloque links para o vídeo a partir de páginas com conteúdo relacionado
3- Coloque tags: tire partido das suas “metadata”

O sucesso dos vídeos online depende muito de uma organização eficiente. Crie tags customizadas para cada vídeo realçando os aspectos educacionais e os produtos. Desta forma os visitantes podem pesquisar a sua biblioteca de vídeos ou exiba listas  de reprodução de vídeos institucionais através de palavras chave.

As palavras chave também ajudam com o SEO, adicionando informação sobre vídeos que podem ser selecionados quando os mecanismos de pesquisa rastreiam a web. Esta abordagem permite aos seus visitantes encontrar conteúdo educacional que melhor se adeque às suas necessidades.

Utilizar este alcance educacional em conjunto com fortes Call to Action, ajudam-no a direcionar os visitantes para os produtos e serviços que os ajudaram a atingir os seus objectivos.

As metadata também lhe permitem sugerir conteúdo que é relevante para um sector de vídeo em particular. Pode acrescentar informação sobre qualquer recurso de produto em cada clique, e oferecer igualmente recomendações para futuras pesquisas através de tags de tópicos específicos.

4- Partilhe e compartilhe: Preste atenção aos URL’s

Compartilhar é uma das maiores forças dos vídeos. Dê a cada vídeo clip um URL específico para que os links o direcionem directamente para o reprodutor de vídeo e não para uma página onde os visitantes têm de pesquisar pelos pelos vídeos que querem visionar. outra vantagem destes URL’s individuais é que melhoram o SEO ao criarem mais links de retorno ao seu website.

Não se esqueça de colocar botões, visivelmente identificados, para partilhar cada vídeo via email, código incorporados, Facebook e Twitter. Através desta integração está a encorajar os visitantes a fazerem mais do que uma utilização do conteúdo do seu vídeo, e igualmente, a espalhar informação sobre os seus vídeos com outras pessoas.

5- Deixe a sua marca: Marque o seu vídeo player

Sendo que o vídeo é para ser partilhado, é crucial que os profissionais de marketing marquem a experiência da maneira mais visual possível. Isto inclui marcar o próprio vídeo player de forma a que, quando incorporado em outros sites, quem os visiona os associe directamente à sua marca.

6- Sabe o que os clientes estão a ver?

Os melhores produtores de vídeos aprendem sobre o comportamento da sua audiência e redefinem o seu conteúdo em consonância. Inserem anúncios e conteúdo promocional no exacto momento para aumentar o engagement e a conversão. Conseguem captar os dados sobre quem vê os seus vídeos para determinar quais são mais susceptíveis de criar engagement e conversão e que produtos e demos são mais interessantes para os clientes.

A análise de dados incluí quantos cada vídeo recebe, quanto tempo os visitantes gastam a ver os vídeos, quando abandonam, que tipo de conteúdo (educacional vs vídeos de introdução de produtos) funcionam melhor.

Estes dados podem ser compilados directamente a partir da plataforma de vídeo e de aplicações que monitorizam as condições da rede e dinamicamente fornecem a melhor experiência de reprodução de alta qualidade.

Compreender a eficiência dos vídeos é crucial para o desenvolvimento de conteúdo, mas os dados sobre o relacionamento dos visitantes é valioso para definir e segmentar audiências de clientes.

Ao optimizar o seu conteúdo de vídeo, consegue expandir o alcance da sua marca e aumentar a satisfação dos seus clientes.

7- Junte forças: Capte o seu público móvel

O número de subscritores mobile têm vindo a aumentar por isso levar os vídeos para os dispositivos móveis aumenta o alcance que a marca pode atingir. Não se esqueça de que o conteúdo que publica em formato vídeo deve ser responsivo, ou seja, adaptado aos dispositivos móveis.

Disponibilizar conteúdo para um ipad pode não ser perceptível da mesma forma no sistema Android, por exemplo. Ter um URL individual para cada formato e dispositivo não é viável. procure uma forma de permitir a visualização mobile através de u único URL.

Quer sejam para demonstrar como os seus produtos funcionam, entreter ou mostrar o quanto todos gostam da sua marca, os vídeos têm o poder de fazer a diferença. O conteúdo em vídeo, nos dias de hoje, tem de fazer parte das histórias que a sua empresa conta.

Recomendar
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIN
Partilhar
Deixar um comentário