fbpx

Paradigma comunicacional – Como utilizar a internet a seu favor

“O  mundo da tecnologia move-se hoje tão depressa que cada mudança acelera a mudança seguinte” – Howard Tullman

O surgimento da internet remonta à década de 60, do século XX, sendo possível diferenciar 4 fases: web 1.0 (1ª geração), web 2.0 (2ª geração), 3.0 ou web semântica (3ª geração) e a Internet das Coisas – IOT (Internet of Things).

Durante muitos anos as empresas/marcas contaram apenas com os mass media (televisão, rádio ou imprensa) para promoverem os seus negócios.

Se bem que é verdade que o digital domina os dias de hoje, não nos podemos esquecer que uma estratégia que contemple meios de comunicação online e offline será mais eficaz. Existem diferentes tipos de consumidores pelo que não podemos deixar de lado nenhum deles.

Fases Transformação da Internet

Web 1.0

Nesta fase o principal canal de comunicação organizacional é o website, logo é fundamental ter um para partilhar informações e dar a conhecer produtos e serviços.

A comunicação é unilateral e o conteúdo é estático, sem nenhuma ou pouco interacção com os utilizadores. As informações disponibilizadas embora sendo úteis, são sempre na óptica da própria empresa.

Business vector created by freepik - www.freepik.com
Web 2.0

Segundo Philips & Young, em 2004, a internet passa a ser um plataforma de transferência de conhecimentos e de conversações entre pessoas de lugares diferentes.

Passamos de conteúdos estáticos para conteúdos colaborativos e/ou participativos, assim como para uma fase transacional onde produtos e serviços podem ser comprados ou vendidos. Temos por exemplo o eBay, a Amazon, o Olx e muitos outros.

Tal foi a popularidade desta forma de comunicação que se tornou obrigatória para qualquer empresa. Ao website institucional associaram-se blogues e redes sociais.

As redes sociais converteram os utilizadores em produtores de conteúdos, passando de meros consumidores a elementos que influenciam fortemente o processo comunicativo.

A comunicação tornou-se mais eficiente e instantânea, deixando os conteúdos produzidos pelas marcas de ser estáticos e meramente centrados nos produtos e serviços. São agora focados nos consumidores e nas suas necessidades e exigências.

Todas estas transformações exigiram uma mudança ao nível da estratégia de comunicação das empresas. Novos pilares surgem no que respeita à comunicação:

  • ser encontrado pelo cliente
  • oferecer comteúdos relevantes, autênticos e únicos
  • estar no  local certo à hora certa
Web 3.0

Os principais canais de comunicação (websites, redes sociais, aplicativos móveis e publicidade) baseiam-se nas pesquisas e comportamentos dos utilizadores.

A grande diferença entre esta fase e a anterior é que na web 3.0, também conhecida como Web Semântica, é a capacidade desta obter uma lista de respostas e uma solução concreta e personalizada para uma determinada pergunta.

A internet analisa a popularidade dos conteúdos e os comportamentos individuais.

IOT

A internet actualmente não é utilizada apenas por pessoas. Existem dispositivos ou objectos cujas capacidades de processamento permitem enviar e receber informações através da rede, como resposta a comandos de seres humanos ou de forma autónoma.

De acordo com o Cisco Visual Networking Index Forecast and Trends, 2017-2022 o número de dispositivos conectados à internet será 3 vezes superior à população global em 2022.

Terminamos aqui a nossa viagem pelas transformações no mundo da internet. Muito mais fica por dizer pois temos bem presente que a internet não é o futuro, é o presente. Um presente em constante desenvolvimento e crescimento ao qual temos de estar atentos para não perder o comboio.

Se este conteúdo foi útil para ti deixa-nos o teu comentário.

Recommend
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIN
Share
Leave a reply